música > letras

Dorme, dorme
Dorme, dorme
Neurogamia
Fazem falta os pensadores, quem nos tire do buraco
Quem se atreva a dizer alto o que não serve ao fraco
Fazem falta as palavras que nos dêem confiança
Alguém que aponte o caminho, e que nos devolva a esperança
 
Escuta bem o que te digo
Não tem de ser assim
A vida é mais do que um abrigo
Para te esconderes de ti
 
Dorme, dorme meu amor
E assim foges da dor
Dorme e esquece, velho traste,
Aquilo em que te tornaste
Dorme, dorme meu amor
 
Que miséria esta gente que não olha a quem
Ocupados, embriagados, a tentarem ser alguém…
Sentem culpa pelo que são e não sabem ser mais nada
Para os mestres, para os servos é igual o fim da estradada
 
Vê um pouco mais à frente
Para onde vais chegar
Larga a mágoa que te prende
E que não te deixa amar
 
Dorme, dorme meu amor
E assim foges da dor
Dorme e esquece, velho traste,
Aquilo em que te tornaste
Dorme, dorme meu amor