música > letras

Contradição
Contradição
Fruto Proibido

Sou livre a todo o momento
Agarrado aos braços de alguém
Na estrada entrego-me ao vento
E ao meu destino também
É tarde, mas tanto faz
Se ficar para depois
É tarde, mas não me importa
Esta noite é para nós dois
Vem ver por detrás do meu peito
Bate uma contradição
Vem ver, estou aqui sozinho
No meio da multidão
Sou prisioneiro de um silêncio
Não dá para acreditar
Na estrada entrego-me ao vento
Que me irá salvar
É tarde, mas tanto faz
Se souber o que fazer
Se nem eu me compreendo
Como hás-de perceber?
Procuro por um sinal que a noite possa trazer
Não quero falar para não me arrepender